O que é a Acupuntura?

A Acupuntura atualmente é mundialmente reconhecida como de valor incalculável por organizações como a UNESCO, que desde 2010 a declarou património cultural mundial.ou como a Organização Mundial de Saúde (OMS) que distingue desde 1979 a sua eficácia em 43 doenças (Bannerman, R. H., 1979, Acupuncture: the WHO View. World Health, December, p2728).

Cientificamente, sabe-se que a acupunctura estimula a circulação sanguínea local, mais concretamente, nos chamados Pontos de Acupunctura, que vai estimular a produção de uma série de substâncias que permitem atingir um equilíbrio nos sistemas do organismo, como por exemplo, o Sistema Imunitário, Sistema Endócrino ou o Sistema Nervoso.

É uma técnica da Medicina Tradicional Chinesa que consiste na inserção de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo com o objectivo de reequilibrar a energia do organismo e assim tratar a doença/ patologia.

 

Os tratamentos com Acupuntura são baseados em conceitos orientais como os cinco elementos:

 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) identificou os benefícios da Acupuntura numa grande variedade de problemas onde se incluem:

 


- O Tao, equilíbrio entre Yin e Yang


- O fluxo do Chi, a energia Vital


- O Xué, sangue


- O Zang, órgão


- O Fu, víscera.

 

 

 

- Artrite reumatóide e espondilite anquilosante;


- Asma, sinusite, bronquite e outros problemas respiratórios;


- Dependências do tabaco, do álcool e de algumas drogas;


- Diminuição e alívio dos efeitos negativos da quimioterapia e da radioterapia;


- Doenças degenerativas do sistema nervoso central - a acupuntura, complementarmente ao tratamento da medicina convencional, contribui muito significativamente para o abrandamento da evolução negativa em patologias degenerativas do sistema nervoso central, tais como: esclerose múltipla, parkinsonismo, miastenia gravis, etc;

 

- Hipertensão arterial, palpitações cardíacas;


- Infecções crónicas de repetição: otites, amigdalites, infecções urinárias;


- Insónia, stress e depressão;


- Perturbações digestivas: gastrite, hiperacidez, hepatite, prisão de ventre e diarreia;


- Problemas menstruais;


- Problemas neurológicos e musculares tais como: dores de cabeça, cervicais e lombares, periartrite escapulo-humeral, dor ciática, tendinites e nevralgias, nomeadamente na nevralgia do trigémio;

 

- Problemas urinários, menstruais e de fertilidade;


- Sequelas de acidentes vasculares cerebrais: a acupunctura em geral e a craneo-acupunctura em especial podem apressar e auxiliar muitíssimo na recuperação das vítimas de acidentes vasculares cerebrais.

 

A Acupuntura no desporto:

  • A acupuntura acelera o tempo de recuperação

 

Além de acelerar o processo de cicatrização, a acupunctura ajuda o corpo a recuperar do exercício intenso e extremo. Num estudo de 2008, publicado no jornal de medicina alternativa e complementar, demonstrou-se que os participantes que recorreram à acupunctura para aliviar as dores musculares 24 e 48 horas após fazerem exercício até à exaustão, relataram significativamente menos dor do que aqueles que não receberam o tratamento.
Também está demonstrado que a acupuntura acelera o processo de recuperação de lesões musculares.

 

  • A acupuntura alívia o stress e a ansiedade.

 

Através da acupunctura, os níveis de stresse e de ansiedade são reduzidos de forma a que todo o organismo esteja em equilíbrio. Uma mente sã, focada e relaxada vai ajudá-lo a alcançar as suas metas.

  • A acupunctura melhora o sono.


Se o corpo não recupera durante a noite como poderá corresponder às expectativas durante a prova ou exercício físico? A acupuntura é uma forma segura de melhorar a qualidade do sono, como insónias e vigília durante a noite. Tratamentos de acupunctura regulares podem ajudar a começar o dia descansado e pronto para uma maratona.

  • A acupuntura fortalece o sistema imunitário

 

Vários estudos têm mostrado que a acupuntura melhora a função imunitária do organismo.

Especificamente, ajuda a aumentar o nível das células t na corrente sanguínea e desta forma conseguimos destruir as bactérias e os vírus prejudiciais no corpo. Salvaguardando o seu organismo contra a doença alcançará um melhor desempenho e não será obrigado a fazer pausas na competição/treinos.

As grávidas podem fazer Acupuntura?

A gravidez é uma das fases mais delicadas da vida de qualquer mulher. Assim, compreendem-se bem os cuidados e os receios que as grávidas têm quando se fala em métodos diferentes dos convencionais para ajudar a ultrapassar esta fase tão bela. A Acupuntura tem vindo a ganhar cada vez mais adeptas durante a fase da gravidez mas também na fase da amamentação já que esta técnica não provoca efeitos secundários nem afeta o recém-nascido. Por outro lado apresenta melhorias no quadro clínico da paciente e pode ajudar nos enjoos, nas insónias, na ansiedade, nas oscilações de humor, no reposicionamento fetal, no parto (processo de dilatação), nas dores lombares, na dor ciática, nos pós-parto, entre outras.

Conclusão e resposta à pergunta: as grávidas podem e devem fazer Acupuntura. Muito importante: procure um especialista experiente e credenciado.

A Acupuntura dói?


Durante o tratamento de Acupuntura o paciente sente a impressão de quando se coloca a agulha, que não chega a ser uma sensação de dor porque é muito rápida e em nada semelhante a uma injecção. Poderá sentir um formigueiro ou calor, que são o efeito do tratamento. Estas sensações são naturais e, mesmo que possam causar algum desconforto em pessoas que sejam muito sensíveis, são sentidas apenas muito brevemente.

© 2018 by Pure Health Clinic